Saúde e Bem-estar

Telemóveis podem dizer quando uma pessoa está alcoolizada 

SIC

É a conclusão de um estudo feito nos Estados Unidos da América.

Uma equipa de investigadores dos Estados Unidos da América acredita que os telemóveis conseguem dizer quando uma pessoa está alcoolizada, através de uma simples aplicação para medir as mudanças na maneira de andar.

Através de um comunicado, os investigadores da Escola de Medicina da Universidade de Pittsburgh dizem que o acesso em tempo real a estes dados pode ajudar as pessoas a reduzir o consumo de bebidas alcoólicas ou prevenir a condução sob o efeito de álcool.

De acordo com a CNN, 22 adultos entre os 21 e os 24 anos participaram no estudo que teve lugar nos Estados Unidos da América. Os voluntários tiveram uma hora para beber um copo de vodka, com álcool suficiente para produzir uma concentração no hálito de 0,2%.

Os investigadores analisaram de hora a hora, durante sete horas, a concentração de álcool no hálito, enquanto os participantes, que tinham um telemóvel junto às costas, andavam 20 passos. Através de uma aplicação, os telemóveis registam a aceleração e os movimentos dos participantes.

Os investigadores conseguiram identificar em 90% dos casos quando o nível do álcool no sangue ultrapassou os 0,08%.

Para além de reduzir as funções motoras e coordenação muscular, o álcool pode afetar também a habilidade de conduzir um veículo em segurança. Nos Estados Unidos, cerca de 10 mil pessoas morrem todos os anos devido a acidentes rodoviários causados pela condução sob o efeito do álcool.

Os acidentes rodoviários em Portugal

Em Portugal, as mortes por intoxicação alcoólica aumentaram mais de 30% em 2018. Neste ano, dos 1.087 óbitos positivos para o álcool e com informação sobre a causa de morte, 37% foram atribuídos a acidente.

Das 172 vítimas mortais de acidentes de viação que estavam sob a influência do álcool (TAS = 0,5g/l), cerca de 75% eram condutores, 22% peões e 3% passageiros. Três em cada quatro vítimas tinham um teor de álcool no sangue igual ou superior a 1,2g/l.