Notícias

Cancro pediátrico: Instituições empenhadas em apoiar as crianças e a investigação em altura de pandemia

Em Portugal, todos os anos, surgem 400 novos casos de cancro infantil. As organizações olham para esta doença como uma prioridade que não deve ser esquecida, ao doarem equipamento aos centros hospitalares e ao atribuírem bolsas de investigação para o estudo de este tipo de cancro

No momento atual de pandemia da Covid-19, a Fundação Rui Osório de Castro (FROC) disponibilizou 100 mil euros para garantir que o cuidado prestado às crianças com cancro, grupo de risco por se encontrarem imunodeprimidas, seja o melhor possível.

“Esta situação de emergência nacional e mundial é totalmente inesperada e ainda não sabemos quanto tempo durará. Perante este cenário, não podíamos ficar de braços cruzados, e excepcionalmente vamos apoiar as nossas crianças e as suas famílias fora da nossa área de atuação. Queremos responder às suas necessidades e suas famílias. Elas são sempre a nossa prioridade. Estas necessidades são identificadas pelos três centros de referência de oncologia pediátrica e pela Acreditar”, afirma Cristina Potier, diretora da fundação.

Este donativo será destinado à compra de um ecógrafo para o serviço de cuidados intensivos pediátricos do Hospital CHUC – Pediátrico de Coimbra, equipamento de proteção individual e de desinfeção e outros bens ou equipamentos que possam vir a ser identificados como necessários pelos três centros de referência de oncologia pediátrica que existem em Portugal e pelas famílias das crianças com doença oncológica.

Através da Hovione, que se encontra a produzir solução antisséptica de base alcoólica (SABA), vulgarmente designada por gel álcool, a FROC irá também assegurar a disponibilidade desta solução desinfetante ao seu público-alvo. Esta ação é coordenada com a Acreditar – Associação de Pais e Amigos das Crianças com Cancro.

Portal de informação para crianças com cancro sobre covid-19

A Fundação disponibiliza no Portal de Informação Português de Oncologia Pediátrica (PIPOP) uma secção especialmente dedicada à Covid-19. Nesta área, as famílias encontram indicações básicas sobre os cuidados que devem ter, como lidar e como falar sobre o tema com ligações para outros sites com informação em que se pode confiar. “O meu filho tem cancro. Quais os cuidados que devo ter por causa da covis-19?”, é uma das muitas questões que o portal pretende esclarecer.

Candidaturas abertas para bolsas de investigação destinadas ao cancro infantil

A iniciativa é da Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC) e dos Lions Portugal que assinaram um protocolo no valor de 27 mil euros, para atribuir uma bolsa de investigação médica. As candidaturas estão abertas até ao próximo dia 22 de maio

Segundo Vítor Rodrigues, Presidente da Liga Portuguesa Contra o Cancro, é “mais um reforço do compromisso da LPCC na investigação científica em Oncologia, desta vez na área do cancro infantil que, apesar da sua baixa incidência (relativamente ao total de número de casos na população), merece uma atenção especial, seja pelas características específicas deste cancro, pela idade dos doentes, ou pela enorme carga emocional que acarreta nas famílias.”

Também Isabel Moreira, presidente dos Lions de Portugal, sublinha que “o combate ao cancro infantil, através do apoio à investigação, tem sido um dos grandes objetivos” da instituição que lidera, referindo a “importância do trabalho em rede em cooperação com instituições com trabalho amplamente reconhecido na área”.

O júri vai selecionar as candidaturas, cujo formulário se encontra na página da Internet da LPCC, tendo em conta a pertinência, relevância e impacto do projeto e ainda o nível e rigor científico da investigação.

Os resultados serão conhecidos a partir de 9 de junho próximo.

Notícias

Mais