Notícias

IPO de Coimbra retoma atividade a 100% nas salas do bloco operatório

A unidade retomou também, no início do mês, a realização de rastreios e vai manter a opção por consultas não presenciais, sempre que considerado clinicamente adequado.

O Instituto Português de Oncologia (IPO) de Coimbra retomou hoje a 100% a capacidade das salas operatórias, que já nas últimas semanas vinha a ser aumentada gradualmente, foi hoje anunciado.

Em comunicado enviado à agência Lusa, a unidade hospitalar refere que, no final de abril, foi elaborado um plano de retoma da atividade assistencial, que pressupõe "um faseamento da atividade assistencial com garantia da segurança e 'a manutenção dos elevados padrões de qualidade clínica que pautam o desempenho da instituição'".

De forma gradual, o IPO de Coimbra prevê o reagendamento progressivo de toda a atividade assistencial e o alargamento do período de funcionamento do ambulatório, nomeadamente de consultas e exames.

A unidade retomou também, no início do mês, a realização de rastreios e vai manter a opção por consultas não presenciais, sempre que considerado clinicamente adequado, de modo a evitar deslocações desnecessárias dos doentes.

Segundo o comunicado, a realização de tratamentos oncológicos (quimioterapia e radioterapia) esteve sempre assegurada em pleno durante este período da pandemia da covid-19.

O IPO anuncia ainda que vai efetuar o agendamento da atividade com hora marcada e promover a formação com recurso a videoconferências e outras soluções informáticas.

Nas instalações, foram adotadas medidas técnicas e organizacionais que garantam o distanciamento físico e a proteção dos profissionais e doentes, com a reestruturação das equipas e o desfasamento dos horários de trabalho, no sentido de otimizar a gestão do espaço físico e dos recursos humanos.

A somar a estas medidas, vai existir um reforço da higienização dos espaços físicos e equipamentos.

"O IPO de Coimbra continuará, como sempre, a trabalhar no sentido de proporcionar a todos os profissionais e doentes as melhores condições possíveis, para que, em conjunto, ultrapassemos com orgulho o momento difícil que o país e o mundo atravessam", garante a unidade de saúde.

Notícias

Mais