Os Especialistas

Cancro da laringe. O que fazer quando um tumor nos tira a voz?

Muita vezes, doentes com cancro da cabeça e do pescoço perdem a sua laringe e, por consequência, a própria voz. Elisabete Cardoso, terapeuta da fala da Associação Portuguesa de Limitados da Voz (APL Voz), explica como a instituição apoia estes doentes e quais as técnicas utilizadas para uma reabilitação bem sucedida

A Associação Portuguesa de Limitados da Voz (APL Voz) é uma Instituição Particular de Solidariedade Social de Utilidade Pública que atua ao nível do apoio permanente a doentes oncológicos privados de laringe - laringectomizados - que, devido à extirpação cirúrgica das cordas vocais, se depararam uma capacidade de comunicação condicionada.

De recordar que o cancro da laringe é o segundo cancro mais comum dentro dos cancros da cabeça e do pescoço, logo a seguir ao cancro da boca. Os principais fatores de risco são o álcool e o tabaco, sendo que estudos recentes apontam para que o HPV seja, também, um importante fator de risco para esta neoplasia maligna.

A associação é constituída por sobreviventes oncológicos laringectomizados que desempenham as suas funções em regime de voluntariado.

Atividades desenvolvidas pela instituição:

- Aconselhamento pré-cirúrgico a doentes propostos para a realização de laringectomia e respetiva família;

- Aconselhamento e acompanhamento pós-operatório de doentes sujeitos a laringectomia, visando a sua integração social e estabilização psicológica;

- Apoio psicológico e emocional a doentes laringectomizados e familiares (incluindo consulta de Acompanhamento, através de protocolo realizado com a Liga Portuguesa Contra o Cancro);

- Sessões de Terapia da Fala (Terapia da Voz) em gabinete e domicílio;

- Visitas Hospitalares aos hospitais de S. João, Santo António e IPO (PORTO), Centro Hospitalar Gaia/Espinho, Pedro Hispano (Matosinhos), São Sebastião (Vila da Feira), São Teotónio (Viseu) e HUC (Coimbra);

- Visitas Domiciliárias nos distritos de Viana do Castelo, Braga, Vila Real, Bragança, Porto, Aveiro, Coimbra e Viseu;

- Ajudas Técnicas e distribuição graciosa de meios auxiliares;

- Ações de Sensibilização destinadas a estudantes, técnicos de saúde, bombeiros e população em geral, sempre que solicitado.

O que pode ser feito para mitigar os efeitos da laringectomia?

CONTACTOS:

- Telefone: 22 502 64 92 ou +351 96 958 00 70

- Email: aplvoz.geral@sapo.pt

- Site: https://www.aplvoz.pt/

Os Especialistas

Mais