Conteúdo Patrocinado

Leite: Prefere acreditar em factos nutricionais ou em factos alternativos?

Se por um lado há quem defenda o seu valor inquestionável, também há quem o associe a problemas específicos de saúde. Desmistifiquemos, então, os preconceitos negativos e os mitos associados ao consumo de leite.

ifong

O leite foi, durante muito tempo, considerado o alimento mais completo de todos. Contudo, nos últimos anos passou a estar associado a alguns mitos, havendo casos de redução do seu consumo, o que poderá dar origem a carências alimentares, como explica o CNAM – Centro de Nutrição e Alimentação Mimosa, que estuda, há mais de duas décadas, as propriedades nutricionais do leite e dos seus derivados e que promove bons hábitos alimentares e um estilo de vida saudável.

MITOS E VERDADES

O leite engorda. Mito. São vários os estudos que indicam que a inclusão de produtos lácteos magros em planos de emagrecimento ajuda ao processo de perda de peso e à diminuição da massa gorda.

Um intolerante à lactose não pode beber leite. Mito. De acordo com a Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos (EFSA) a maioria dos indivíduos diagnosticados com intolerância à lactose consegue tolerar 12 g de lactose numa única toma, o que equivale aproximadamente a 1 copo de leite de 250 ml. Além disso, atualmente já existe no mercado uma variada oferta de produtos lácteos sem lactose.

O leite pode ser um bom alimento para quem pratica desporto. Verdade. Ingerir leite após o exercício físico ajuda a reduzir a degradação e a melhorar a recuperação muscular, o que leva a uma otimização do treino seguinte. Além disso, ajuda a hidratar o organismo depois do esforço.

O leite ajuda a dormir melhor. Verdade. Isto porque um dos aminoácidos do leite, o triptofano, é um dos responsáveis pela produção de serotonina (um neurotransmissor que dá sensação de bem-estar) que, por sua vez, leva à produção da melatonina, a hormona do sono.

O leite é das melhores fontes de cálcio. Verdade. Embora possamos encontrá-lo noutros alimentos, os produtos lácteos continuam a ser uma das melhores fontes de cálcio. Para percebermos melhor, teríamos de comer cerca de 2,5 chávenas de brócolos, 7 chávenas de feijão vermelho ou 170 g de amêndoas torradas, para o nosso organismo absorver o cálcio equivalente a uma chávena de leite de 250ml.

Jason Butcher

BEBA LEITE, PELA SUA SAÚDE

Cálcio, proteínas, , potássio, fósforo, vitaminas B12 e B2 e iodo são os nutrientes que encontramos no leite. Sabe o que estes nutrientes podem fazer pelo seu corpo? Cálcio é necessáriopara a manutenção de ossos e dentes; as proteínas de alto valor biológico, contribuem para o crescimento e manutenção da massa muscular; potássio contribui para o normal funcionamento muscular e sistema nervoso; fosforo, em conjunto com o cálcio contribui para a manutenção de ossos e dentes normais; vitamina B12 ajuda no normal funcionamento dos sistemas nervoso e imunitário; vitamina B2 contribui para a redução do cansaço e da fadiga; iodo contribui para o normal funcionamento do sistema nervoso e para uma normal função cognitiva.

1 copo de 250 ml de leite meio-gordo oferece 119 kcal e 9 nutrientes essenciais que contribuem para assegurar parte das necessidades nutricionais, oferecendo uma boa relação entre nutrientes essenciais e calorias, sendo por isso considerado um alimento de elevada densidade nutricional.

  • Saiba quais são os medicamentos que contêm ranitidina
    0:53