Cultura

Samoa proíbe filme "Rocketman" por incluir cenas homossexuais

IAN LANGSDON

Filme que retrata a vida de Elton John estreou, em Portugal, em maio e foi apresentado no Festival de Cannes.

O arquipélago de Samoa, onde a homossexualidade ainda é ilegal, proibiu a exibição do filme "Rocketman", dedicada à vida do músico Elton John, por incluir cenas de sexo 'gay', noticiou hoje a France-Presse (AFP).

Apresentado no Festival de Cannes, "Rocketman", que estreou em maio em Portugal, explora a ascensão do cantor e compositor.

O chefe da autoridade que controla os filmes transmitidos no arquipélago, Leiataua Niuapu, confirmou à imprensa a proibição, explicando que a longa-metragem contém muitas cenas que "não são corretas para os olhos do público".

De acordo com o responsável, o filme violou "leis contra o casamento entre pessoas do mesmo sexo e não condiz com as crenças culturais e cristãs" daquele arquipélago.

Elton John "tem uma vida familiar difícil e consegue seguir em frente para encontrar o sucesso. Mas há atos que não são apropriados aos olhos do público e são contra a lei", argumentou.

Os actos homossexuais são puníveis com sete anos de prisão em Samoa, de acordo com a organização Human Dignity Trust, sediada em

Londres, que observa, porém, que as autoridades não aplicam muito esta lei.

Em 2009, Samoa já havia proibido o filme "Milk", no qual Sean Penn interpretou o político Harvey Milk, um ativista dos direitos homossexuais.

Lusa

  • Olhá Festa em Vilar
    11:41