Cultura

Billie Eilish: a entrevista na íntegra da 'miúda-fenómeno'

Billie Eilish: a entrevista na íntegra da 'miúda-fenómeno'

Iryna Shev

Iryna Shev

Jornalista

Diz que quer mudar o mundo, que não merece o amor que recebe dos fãs e que só não teve um breakdown no passado porque andou sempre acompanhada pela família. Falámos com a adolescente que "só é boa, a ser má. Duh!"

Esgotou num ápice a Altice Arena, onde atuou a 4 de setembro. É norte-americana, tem 17 anos, apenas um álbum editado e cujo título é uma pergunta: "When we all fall asleep, where do we go?". Billie Eilish é considerada por muitas revistas de música um pouco por todo o mundo como um 'fenómeno', palavra que, diz a adolescente, nem sequer conhece muito bem. Entre os fãs conta com nomes como Lana Del Rey ou Dave Grohl que chegou mesmo a comparar a devoção dos fãs da adolescente com a que tinham os Nirvana.


Falámos com ela na Sala Tejo, espaço adjacente ao sítio onde atuou, onde desceu diretamente de um autocarro que tem usado na digresão europeia, ainda antes de sequer espreitar o que quer que fosse por estes lados.


Dois tornozelos lesionados, dos saltos que dá em palco, cabelo verde, unhas extra-longas, pastilha elástica e roupas largas acompanhadas da atitude 'I don't care' podem explicar um pouco o fascínio pelo novo ídolo da pop.