Cultura

Morreu o cantor norte-americano Little Richard

Patrick Semansky

Tinha 87 anos.

Little Richard, um dos pioneiros da primeira vaga do rock and roll, morreu aos 87 anos, segundo confirmou o filho à revista Rolling Stone, sem adiantar a causa da morte.

Richard, cujo nome verdadeiro era Richard Wayne Penniman, tinha uma saúde débil há já vários anos, tendo sofrido um enfarte e um AVC.

Foi eleito pela revista Rolling Stone como o 8.º maior artista de música de todos os tempos e ficou célebre por diversos êxitos musicais como "Tutti Frutti", "Long Tall Sally" ou "Good Golly Miss Molly".

Richard Wayne Penniman nasceu em 05 de dezembro em Macon, no estado da Geórgia, nos Estados Unidos, e adotou o seu nome artístico em 1947, altura em que começou a ganhar notoriedade como músico.

Em 1951, Little Richard assinou o seu primeiro contrato com a RCA, onde gravou vários álbuns, mas a sua fama construiu-se sobretudo à volta das extravagantes atuações em palco.

Foi também de sua autoria uma das mais conhecidas expressões do Rock-and-Roll: "A-wop-bop-a-loo-lop-a-lop-bam-boom!".

A sua influência sobre várias gerações foi considerável, tendo sido reconhecido como modelo por Buddy Holly, Jerry Lee Lewis ou Elves Presley, e os Beatles e os Rolling Stones chegaram a servir de bandas de abertura dos seus espetáculos.

Em 1995, Litte Richard confessou à revista Penthouse que era homossexual, embora há três anos, numa outra entrevista tenha dito que considerava a homossexualidade "contrária à natureza".

"Nunca conheci um artista de R&B tão extrovertido, tão selvagem e tão barulhento", disse Chris Morris, musicólogo, no dia da morte de Little Richard.

Com agências