Cultura

Sessão de Cinema: “Vítima e Carrasco”

04.05.2022 23:20

Incluído na selecção oficial do Festival de Cannes de 1995, “Vítima e Carrasco” é uma adaptação de Elena Ferrante com realização de Mario Martone.

Em paralelo com a estreia nas salas portuguesas da mais recente realização de Mario Martone, vale a pena recordar um dos seus títulos menos conhecidos, disponível em streaming: “Vítima e Carrasco”, uma produção de 1995 que, nesse ano, integrou a selecção oficial do Festival de Cannes.

Estamos perante uma intriga melodramática com algo de romance policial. Tudo acontece em torno de Delia, interpretada pela talentosa Anna Bonaiuto [foto], uma mulher que se desloca a Nápoles para acompanhar o funeral da mãe. As circunstâncias da sua morte têm qualquer coisa de paradoxal e intrigante, de tal modo que Delia, julgando estar apenas a cumprir o ritual do luto, se vê compelida a enfrentar restos dispersos de um passado enigmático…

Baseado em “L’Amore Molesto”, de Elena Ferrante, o filme de Martone inscreve-se na grande tradição dramática do cinema italiano — trata-se de encenar as singularidades das vidas pessoais, ao mesmo tempo descobrindo os prós e contras das relações sociais. Para utilizarmos uma palavra que vem da pintura, trata-se de um fresco que, nas suas singularidades, possui um forte apelo universal.

Apesar do impacto de “Vítima e Carrasco” em Cannes, o filme não recebeu qualquer prémio no festival. Nos prémios David di Donatello (referentes à produção anual de Itália), arrebataria três distinções: melhor realização, melhor actriz (Bonaiuto) e melhor actriz secundaria (Angela Luce).

Filmin

Últimas Notícias