Cultura

Vencedor do Prémio José Saramago será conhecido em outubro

Vencedor do Prémio José Saramago será conhecido em outubro

Pela primeira vez, o Prémio Literário José Saramago vai distingui inéditos ainda não publicados.

O vencedor do Prémio Literário José Saramago, ao qual se apresentaram cerca de 600 candidatos, é conhecido no próximo mês de outubro, adiantou à Lusa fonte da organização.

Para esta 12.ª edição do galardão, foi decidida uma alteração no modelo de concurso, passando a distinguir inéditos ainda não publicados. Até à edição anterior, de 2019, o prémio distinguia uma obra já publicada.

A Fundação Círculo de Leitores, que promove o galardão, refere que a alteração “gerou um grande interesse e permitiu um claro aumento do número de participantes”. O vencedor recebe o valor pecuniário de 40.000 euros e a publicação da sua narrativa em Portugal e restantes países de língua portuguesa.

As candidaturas estiveram abertas de 8 de janeiro até 31 de maio deste ano, tendo sido recebidas “cerca de 600, maioritariamente oriundas de Portugal e do Brasil, tendo-se verificado também uma significativa participação de Angola, Moçambique, Cabo Verde e São Tomé e Príncipe”, segundo comunicado da Fundação Círculo de Leitores.

A primeira edição do Prémio José Saramago de literatura foi em 1999, tendo sido vencedor Paulo José Miranda com o romance “Natureza Morta”. O vencedor da anterior edição, em 2019, foi Afonso Reis Cabral com a obra “Pão de Açúcar”.

O Prémio Saramago já distinguiu 11 autores, maioritariamente de nacionalidade portuguesa — sete -, três brasileiros e um angolano, Ondjaki, em 2013, com “Os Transparentes”. José Luís Peixoto (“Nenhum Olhar”), Adriana Lisboa (“Sinfonia em Branco”), Gonçalo M. Tavares (“Jerusalem”), Valter Hugo Mãe (“O Remorso de Baltazar Serapião”), João Tordo (“As Três Vidas”), Andréa del Fuego (“Os Malaquias”), Bruno Vieira Amaral (“As Primeiras Coisas”) e Julián Fuks (“A Resistência”) são os outros vencedores.

Veja também

Últimas Notícias
Mais Vistos