Cultura

Suspeito de atacar Salman Rushdie pode enfrentar até 32 anos de prisão

Loading...
Hadi Matar declarou-se inocente em tribunal.

O homem que suspeito de atacar Salman Rushdie declarou-se inocente em tribunal, em Nova Iorque. O escritor já não está ligado ao ventilador e, apesar de ainda estar em estado grave, já conseguiu falar.

Detido, sem direito a caução, Hadi Matar é acusado de tentativa de homicídio e de ataque com arma letal. Porém, perante o juiz, alegou estar inocente de todos os crimes que lhe apontam.

O procurador de Nova Iorque diz que Matar tem colaborado com as autoridades e que tem havido diálogo com a equipa que investiga o caso. Não revelou mais detalhes, nem disse se sabiam o que terá levado o jovem de origem libanesa a atacar Salman Rushdie.

Sabe-se apenas que Matar comprou o bilhete para o evento dois dias antes. Que chegou ao local na véspera, tendo viajado de autocarro desde Nova Jérsia, e que usou uma identificação falsa. Se for condenado, Hadi Matar, pode enfrentar penas que vão até 32 anos de cadeia.

A organização está também a ser questionada sobre a razão para ter recusado medidas de segurança mais apertadas – como por exemplo detetores de metais ou revistas à entrada –, sobretudo tendo Salman Rushdie como principal convidado.

Entretanto, as autoridades revelaram que o escritor foi esfaqueado três vezes no pescoço, quatro vezes no abdómen e diversas outras vezes junto ao olho direito, no peito e na coxa. Rushdie já não está ligado ao ventilador e terá dito algumas palavras. No entanto, continua em estado grave.

O apresentador do evento literário onde Salman Rushdie foi atacado, também sofreu ferimentos durante a agressão. Terá sido empurrado e ficado ferido no rosto, mas já teve alta hospitalar.

Últimas Notícias
Mais Vistos