Desporto

Bruno de Carvalho e Mustafá em liberdade com termo de identidade e residência

SIC

A leitura da decisão das medidas de coação a aplicar ao ex-presidente do Sporting Bruno de Carvalho e ao líder da Juve Leo Nuno, Nuno Mendes, conhecido por Mustafá, foi feita ao final da manhã, no Tribunal do Barreiro, onde decorreu ontem o interrogatório aos dois arguidos. O juiz de intrução criminal Carlos Delca decidiu que Bruno de Carvalho e Mustafá ficam em liberdade, com obrigatoriedade de apresentações diárias às autoridades.

Bruno de Carvalho e Nuno Mendes vão aguardar julgamento em liberdade. Em comunicado divulgado pelo Juízo de Instrução Criminal do Barreiro, foi determinado, além das apresentações diárias aos órgãos de polícia criminal, o pagamento por cada um dos arguidos de uma caução de 70 mil euros.

Mustafá saiu do Tribunal do Barreiro às 12h50, Bruno de Carvalho cerca de 10 minutos mais tarde. Fortes medidas de segurança acompanharam os procedimentos para a saída do ex-presidente do Sporting e do líder da Juventude Leonina.

O juiz de instrução criminal decidiu não aplicar a medida de coação máxima, como tinha pedido o Ministério Público.


Bruno de Carvalho e Mustafá foram detidos no domingo e interrogados na quarta-feira pelo juiz Carlos Delca, num processo que já tinha 38 arguidos em prisão preventiva.


O ex-presidente do Sporting está indiciado por terrorismo, sequestro, ameaça agravada, detenção de arma proibida, ofensa à integridade física qualificada e dano com violência.


No total, o ex-presidente do clube lisboeta está indiciado por 57 crimes: um de terrorismo, 20 de sequestro, 20 de ameaça agravada, dois de detenção de arma proibida, 12 de ofensa à integridade física qualificada e dois de dano com violência.


Mustafá está indiciado pelos mesmos crimes de Bruno de Carvalho, acrescido de um de tráfico de droga.

O ex-presidente do Sporting e o líder da claque Juventude Leonina foram detidos no domingo.

A 15 de maio, a equipa de futebol do Sporting foi atacada na academia do clube por um grupo de cerca de 40 alegados adeptos encapuzados, que agrediram alguns jogadores, membros da equipa técnica e outros funcionários.


A GNR deteve no próprio dia 23 pessoas e efetuou, posteriormente, mais detenções, que elevaram para 38 o número de detidos, todos ainda em prisão preventiva, entre os quais está o antigo líder da Juventude Leonina Fernando Mendes.

Com Lusa

  • Bruno de Carvalho acena aos apoiantes no momento da saída do tribunal
    0:46

    Desporto

    O ex-presidente do Sporting e o líder da Juve Leo, Nuno Mendes, conhecido por Mustafá, saíram hoje em liberdade, sujeitos a apresentações diárias às autoridades, no âmbito da investigação ao ataque à academia de Alcochete. À saída do tribunal, Bruno de Carvalho acenou aos apoiantes, mas não falou aos jornalistas.

  • A saída de Mustafá do Tribunal do Barreiro
    0:58

    Desporto

    O ex-líder da Juve Leo já saiu do Tribunal do Barreiro. Nuno Mendes e Bruno de Carvalho ficaram em liberdade, sujeitos a apresentações diárias às autoridades, no âmbito da investigação ao ataque à academia de Alcochete, anunciou o Tribunal do Barreiro

  • Bruno de Carvalho agradece apoio e irmã celebra à janela do tribunal
    0:34

    Desporto

    Assim que foi conhecida a medida de coação a aplicar ao antigo Presidente do Sporting, Bruno de Carvalho surgiu à janela do tribunal do Barreiro, onde passou os últimos dois dias para o primeiro interrogatório judicial condicionado pela greve dos funcionários judiciais. É a primeira reação pública de Bruno de Carvalho à medida de coação mais leve e que permite a saída em liberdade, assim como Mustafá que ficam agora sujeitos a apresentações diárias às autoridades e ao pagamento de 70.000 euros de caução.