Desporto

Toronto Raptors campeões da NBA pela primeira vez

MONICA M DAVEY / EPA

Vencerem quinta-feira os Golden State Warriors por 114-110.

Os Toronto Raptors sagraram-se campeões da Liga norte-americana de basquetebol (NBA) pela primeira vez na sua história, ao vencerem quinta-feira no reduto dos Golden State Warriors, que procuravam o ‘tri’, por 114-110, no sexto jogo da final.

Na primeira presença no jogo do título, os Raptors ganharam por 4-2 e deram o primeiro cetro ao Canadá, após um jogo em que chegaram ao intervalo a vencer por três pontos (60-57).

Kahwi Leonard, o 'Jogador Mais Valioso' (MVP) da final, Kyle Lowry, Pascal Siakam e Fred VanVleet marcaram todos mais de 20 pontos e foram determinantes no triunfo que permitiu aos Raptors fechar a série por 4-2 e selar o primeiro cetro de uma equipa canadiana.

A formação de Nick Nurse teve muito mérito, mas a final foi demasiado marcada pelas lesões nos Warriors, que, entre outros problemas, só contaram com Kevin Durant, o MVP das duas finais de 2017 e 2018, durante 10 minutos e não tiveram Klay Thompson no terceiro encontro e no último período do sexto jogo.

Thompson estava a ser o melhor em campo, com 30 pontos, com oito em 12 nos 'tiros' de campo e 10 em 10 em lances livres, mas lesionou-se a pouco mais de dois minutos do final do terceiro período, deixando o campo com os Warriors a vencer por 85-80.

Perante a ausência de Thompson, que se juntou à de Durant, os Raptors aproveitaram e chegaram ao triunfo, mas 'tremeram', ao perderem a bola a 9,6 segundos do fim, quando venciam por 111-110, valendo-lhes que, desta vez, Stephen Curry (21 pontos) falhou o 'triplo' que poderia ter dado o triunfo aos locais.

Nos canadianos, Siakam somou 26 pontos e 10 ressaltos, Lowry 26 pontos, 10 assistências e sete ressaltos, Leonard e VanVleet contabilizaram ambos 22 pontos, enquanto o internacional espanhol Serge Ibaka também foi importante, com 15.

Entre os anfitriões, Thompson foi o melhor, secundado por Andre Iguodala, com 22 pontos, enquanto Curry esteve muito desinspirado nos 'triplos' (três em 11), e Draymond Green fez um 'triplo duplo' (11 pontos, 19 ressaltos e 13 assistências), mas juntou-lhe oito perdas de bola sem lançamento.

Destaque ainda para os 12 pontos e cinco ressaltos de DeMarcus Cousins, que foi a grande aposta dos Warriors para 2018/19, mas raramente esteve bem fisicamente.

Após terem falhado o primeiro 'match point' no quinto jogo, ao perderem em casa por 105-106, os Raptors entraram determinados no sexto jogo e, com Lowry em grande destaque, ganharam rapidamente nove pontos de avanço (2-11 e 8-17).

Os Warriors ripostaram e ainda passaram para a frente no primeiro período (27-26 e 30-29), mas foram os canadianos que chegaram na frente ao fim dos primeiros 12 minutos (32-33).

O equilíbrio manteve-se no segundo período, com o intervalo a chegar com os Raptors a ganhar por três pontos (57-60), depois de várias alterações no comando do marcado.No terceiro período, os Warriors voltaram a não começar bem, mas, com Klay Thompson inspirado, conseguiram ganhar cinco pontos de vantagem, só que o '11' lesionou-se, ao cair no chão depois de sofrer uma falta de Danny Green ao tentar 'afundar'.

Os Warriors ficaram com uma vantagem de cinco pontos, mas perderam Klay e, no quarto período, marcado por grande prestação de VanVleet, não conseguiram manter a vantagem, acabando derrotados também pela falta de pontaria de Curry.Com poucos segundos para jogar, o 'sobrevivente' do trio 'mágico' dos Warriors teve nas mãos a hipótese de colocar os anfitriões a vencer por 113-111, mas falhou um 'triplo' e, com ele, a hipótese de jogo 7. Os Raptors são os novos campeões.

Jogo na Oracle Arena, em Oakland.Golden State Warriors - Toronto Raptors, 110-114.Ao intervalo: 57-60.
Sob a arbitragem de Marc Davis, David Guthrie e John Goble, as equipas alinharam e marcaram:- Golden State Warriors: Stephen Curry (21), Klay Thompson (30), Andre Iguodala (22), Draymond Green (11) e Kevon Looney (6). Jogaram ainda Andrew Bogut, Alfonzo McKinnie, DeMarcus Cousins (12), Quinn Cook (2), Shaun Livingston (6) e Jonas Jerebko.Treinador: Steve Kerr.- Toronto Raptors: Kyle Lowry (26), Danny Green, Kawhi Leonard (22), Pascal Siakam (26) e Marc Gasol (3). Jogaram ainda Fred VanVleet (22), Serge Ibaka (15) e Norman Powell.Treinador: Nick Nurse.

Marcha do marcador: 15-19 (06 minutos), 32-33 (primeiro período), 40-43 (18), 57-60 (intervalo), 73-74 (30), 88-86 (terceiro período), 99-96 (42) e 110-114 (resultado final).Assistência: 19.596 espetadores.

Lusa

  • Mourinho procura clube e rejeita, para já, treinar seleções
    7:14