Desporto

Federação Alemã de Futebol diz que enfrenta a maior crise económica

POOL

Tesoureiro do organismo ressalva que esta "não está em risco de insolvência".

A Federação Alemã de Futebol (DFB) anunciou esta segunda-feira que enfrenta a mais profunda crise económica da história do organismo, devido às pesadas perdas causadas este ano pela pandemia de Covid-19.

O tesoureiro Stephan Osnabrugge apresentou números para apresentar numa assembleia geral que mostram uma possível perda de quase 77 milhões de euros no pior dos cenários, mas assegura que o défice será menor se os jogos das seleções nacionais puderem recomeçar no segundo semestre de 2020.

Osnabrugge diz que isso significa "a mais profunda crise económica" na história da DFB, mas ressalva que esta "não está em risco de insolvência".

Numa reunião realizada por videoconferência, a DFB anunciou o final da temporada para todas as competições juniores e para a segunda divisão feminina.

A DFB confirmou que a terceira divisão masculina será retomada no sábado, apesar das objeções de alguns clubes e federações estaduais, enquanto a I e II divisões foram reiniciadas no início deste mês.