Desporto

Pedro Proença diz que Liga dos Campeões em Lisboa é "motivo de orgulho"

ESTELA SILVA

Pedro Proença louvou a "grande capacidade organizativa" da FPF.

A atribuição a Lisboa da fase decisiva da Liga dos Campeões de futebol é um "motivo de orgulho" para Portugal e um sinal da "qualidade das infraestruturas" desportivas do país, considerou esta quarta-feira o presidente da Liga portuguesa.

"Ter a confiança da UEFA para receber pelo menos sete jogos da fase final da Liga dos Campeões é sinal de orgulho, mas também da qualidade que as infraestruturas do futebol profissional têm. Algumas, como são o caso das escolhidas, são de excelência e isso deve ser valorizado por todos nós", elogiou Pedro Proença.

Os estádios da Luz e de Alvalade, respetivamente de Benfica e Sporting, vão receber em agosto a 'final a oito' da competição, em campos neutros e em apenas um jogo, conforme anunciou hoje a UEFA.

Pedro Proença louvou igualmente a federação, que, no seu entender, revelou "uma vez mais uma grande capacidade organizativa", o que, em seu entender, "permite colocar Portugal como palco da elite do futebol europeu".

O encontro decisivo estava previsto para o Estádio Olímpico Ataturk, em Istambul, que, em maio de 2018, tinha derrotado a 'casa' do Benfica nesta 'corrida'.

Os jogos referentes aos quartos de final, meias-finais e final da prova disputar-se-ão assim em Lisboa, entre os dias 12 e 23 de agosto, por força das circunstâncias extraordinárias, fruto da pandemia covid-19.

A edição de 2019/20 da 'Champions', que foi suspensa em março devido à pandemia, vai ser reatada com os restantes quatro jogos dos oitavos de final, seguindo-se o desfecho inédito em campos neutros.

Segundo a UEFA, Atlético de Madrid, Atalanta, Leipzig e Paris Saint-Germain aguardam a segunda mão dos embates dos 'oitavos' (Manchester City-Real Madrid, Juventus-Lyon, FC Barcelona-Nápoles e Bayern Munique-Chelsea), agendados para 07 e 08 de agosto, no Porto ou em Guimarães, caso não sejam jogados nos recintos dos clubes.

Nessa altura, já vai ser conhecido o alinhamento dos 'quartos', a disputar entre 12 e 15 de agosto, e das 'meias', em 18 e 19 de agosto, uma vez que o sorteio destas fases ficou marcado para 10 de julho.

  • O cartão amarelo que não se percebe 

    Opinião

    Despir a camisola aquando da celebração de um golo é proibido pelas leis de jogo. Penso que toda a gente sabe disso. Aliás, basta apenas que um qualquer jogador cubra a cabeça usando essa peça de equipamento para ser sancionado.

    Duarte Gomes