Desporto

Messi anuncia que vai continuar no FC Barcelona para evitar os tribunais

Rafael Marchante

Messi mostrou a intenção de abandonar o clube dias depois do desaire por 8-2 com o Bayern Munique.

O internacional argentino Lionel Messi anunciou esta sexta-feira que vai continuar mais uma época ao serviço do FC Barcelona, uma dezena de dias depois de largar uma 'bomba' no clube, ao anunciar o desejo de sair.

"Jamais iria para tribunal contra o clube da minha vida. Por isso, vou ficar no FC Barcelona", disse Lionel Messi, numa entrevista ao portal Goal.com, afirmando a sua intenção de cumprir o ano de contrato que lhe resta, em 2020/21.

Messi adiantou que "disse ao presidente que queria sair", não apenas agora, mas "ao longo de todo o ano".

"Pensava que o meu tempo no FC Barcelona tinha, infelizmente, acabado, porque sempre quis acabar a carreira no clube. Foi um ano muito difícil, em que sofri muito nos treinos, nos jogos e no balneário", afirmou o internacional argentino.

Ainda de acordo com Messi, o presidente do FC Barcelona, Josep Maria Bartomeu, ter-lhe ia dito que poderia sair do clube no final da temporada 2019/20.

"O presidente disse sempre que no final da época eu poderia decidir se queria ir ou ficar, mas, no final, ele não cumpriu a sua palavra", afirmou o argentino.

Messi, Bola de Ouro em seis ocasiões e Bota de Ouro noutras tantas, comunicou em 25 de agosto ao FC Barcelona a sua intenção de sair, a custo zero, não tendo iniciado os trabalhos de pré-temporada da equipa agora comandada por Ronald Koeman.

Messi mostrou a intenção de abandonar o clube dias depois do desaire por 8-2 com o Bayern Munique, nos quartos de final da Champions 2018/19, e da decisão do clube em prescindir de Luis Suárez, Rakitic e Arturo Vidal.

Na última época, o FC Barcelona não conquistou qualquer troféu, o que já não acontecia desde 2007/08, num ano que começou com Ernesto Valverde ao comando e acabou com Quique Sétien.

Há duas décadas no clube, Messi é, há muito, o melhor marcador da história do FC Barcelona.

Desde 2004/05 na equipa principal, o argentino arrebatou ainda três edições do Mundial de clubes, três da Supertaça Europeia, 10 da Liga espanhola, seis da Taça do Rei e sete da Supertaça espanhola.

  • 2:34
  • 49:03