Desporto

Covid-19: Quatro elementos do Desportivo de Chaves infetados

STOCKSNAP

Equipa da II Liga realiza esta sexta-feira o primeiro jogo do campeonato.

Dois jogadores e dois elementos da equipa técnica do Desportivo de Chaves estão infetados com o novo coronavírus, anunciou o emblema da II Liga portuguesa de futebol, que defronta hoje o Feirense para a 1.ª jornada.

O médio Guzzo e o guarda-redes Samu, e ainda os treinadores adjuntos Pedro Machado e Tiago Castro, testaram positivo "embora assintomáticos", revela, em comunicado, o clube transmontano.

"(Os quatro elementos) estão neste momento isolados, seguindo as normas da Direção Geral da Saúde (DGS), contando com o total apoio da SAD e do clube", acrescenta a nota.

Os testes de despistagem à Covid-19, "cumprindo o plano de retoma da Liga Portuguesa de Futebol para o início das competições profissionais e o plano de contingência em vigor no clube" foram realizados na quinta-feira e registaram os quatro casos positivos.

Realização do jogo não está em causa

Fonte do clube explicou à Lusa que a Liga de clubes está informada da situação, que o jogo não está em causa e que o autocarro do clube já seguiu viagem.

Segundo o Plano de Retoma para 2020-21 divulgado pela Liga de clubes, um jogador com Covid-19 é "equiparado a jogador portador de doença, não havendo qualquer exceção".

"Em caso de jogadores com Covid-19, serão sempre aplicadas as leis de jogo, nomeadamente a Lei 3 das Leis de jogo (n.º mínimo de 7 jogadores, 1 guarda redes e 1 capitão)", refere o ponto 12 do documento, sobre a utilização de jogadores.

Durante a pré-temporada, o médio Carlos David, que, entretanto, rescindiu contrato com os flavienses, também testou positivo à covid-19 após apresentar sintomas em 24 de julho.

Após a deteção do caso, 13 jogadores do Desportivo de Chaves estiveram em isolamento, tinha adiantado à Lusa fonte do clube.

Em 8 de agosto Carlos David foi dado como curado para o novo coronavírus, tinha anunciado o emblema de Chaves.