Desporto

Benfica punido por apoio a claques não legalizadas

Carl Recine

Com um jogo de interdição no Estádio da Luz e uma multa de 10.200 euros.

O Benfica foi hoje punido com um jogo de interdição do Estádio da Luz e uma multa de 10.200 euros pelo Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), por apoio a claques não legalizadas.

Esta sanção é referente à receção ao Gil Vicente (vitória por do Benfica por 1-0), da 22.ª jornada da I Liga da época 2019/2020, em 24 de fevereiro de 2020

O CD justifica o castigo com inobservância dos deveres previstos no artigo 35.º, n.º 1 (alínea k), do Regulamento de Competições da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, de "não apoiar, sob qualquer forma, grupos organizados de adeptos, em violação dos princípios e regras definidos na lei n.º 39/2009, de 30 de julho, que estabelece o regime jurídico da segurança e combate ao racismo, à xenofobia e à intolerância nos espetáculos desportivos, de forma a possibilitar a realização dos mesmos com segurança".

O castigo aponta ainda para a "inobservância do Regulamento da Prevenção da Violência". O Oficial de Ligação aos Adeptos (OLA) do Benfica foi também punido com uma multa de 1.683 euros.

Pelos mesmos motivos do Benfica, o Gil Vicente foi sancionado com uma multa de 1.530 euros, tendo o diretor de segurança e o diretor de segurança substituto sido alvo de coimas nos valores de 612 euros e 459 euros, respetivamente.