Desporto

Taça Libertadores. Flamengo eliminado nos oitavos

Antonio Lacerda

Flamengo está fora da corrida à revalidação do título conquistado sob o comando de Jorge Jesus.

Os brasileiros do Flamengo, detentores do título, foram na terça-feira afastados da Taça Libertadores em futebol, ao 'tombarem' no desempate por grandes penalidades (5-3) face aos argentinos Racing Avellaneda, após 1-1 na segunda mão dos 'oitavos'.

Depois do empate a um golo na Argentina, os argentinos marcaram primeiro no Maracanã, por intermédio de Leonardo Sigali, aos 65 minutos, na sequência de um livre, pouco depois de o 'Mengão' ficara reduzido a 10, aos 63, por expulsão de Rodrigo Caio.

Com menos um, o 'Fla' ainda foi capaz de restabelecer a igualdade, graças a um tento de Willian Arão, já em período de descontos, aos 90+3 minutos, de cabeça, na sequência de um canto marcado na esquerda pelo ex-portista Diego.

Tendo em conta que os 'oitavos' não contemplam prolongamento, o jogo seguiu para as grandes penalidades e, ao contrário do que aconteceu há um ano nos 'oitavos', então face aos equatorianos do Emelec, desta vez o Flamengo não foi feliz.

Os argentinos, que marcaram em primeiro lugar - começou o ex-portista Lisandro López -, não falharam nenhuma das cinco tentativas, enquanto o Flamengo não acertou a quarta, com Arão, que tinha forçado o desempate, a ver o seu remate, muito central, ser defendido pelo guarda-redes chileno Gabriel Arias.

O conjunto comandado por Rogerio Ceni está, assim, fora da corrida à revalidação de um título que o 'Fla' conquistou o ano passado sob o comando do treinador português Jorge Jesus, numa final com os argentinos do River Plate (2-1), em 23 de novembro.

Além do Racing Avellaneda, também já garantiram um lugar nos 'quartos' os compatriotas do River Plate (1-0 na receção ao Ahletico Paranaense, de Paulo Autuori, após 1-1 no Brasil) e os brasileiros do Santos (0-1 com o Liga de Quito, após 2-1 fora).