Desporto

Jesus diz que não é momento para falar de renovação e espera estabilidade no clube

Benfica joga este sábado para a Taça de Portugal no terreno do Trofense da II Liga.

O Benfica joga, este sábado, para a Taça de Portugal, no terreno do Trofense, da Segunda Liga, e Jorge Jesus diz que não é o momento certo para se falar sobre a renovação de contrato e espera que o clube tenha estabilidade com a nova direção.

Está concluído o capítulo das eleições no Benfica e, para Jorge Jesus, é fundamental que todos no clube "puxem para o mesmo lado".

"Já acabou, a escolha dos sócios do Benfica entre os dois candidatos, e agora que tenha estabilidade, o Benfica, para poder reorganizar-se e, sempre, numa perspetiva de crescimento", diz o técnico das águias.

Por definir está o futuro do treinador que termina contrato com o Benfica no fim da época.

"O treinador viv em função de resultados. Não são todos iguais, como é óbvio. Os créditos de um têm mais que outros pelo seu passado como treinadores. Isto não é como começa, é como acaba", continua.

Jesus prefere centrar a atenção no trabalho diário para escolher o melhor onze para cada jogo, sem esquecer o sistema tático.

A opção de jogar com três defesas no Benfica passou a ser mais frequente.

"Eu comecei a minha carreira há 35 anos a jogar com uma linha de três, no Amora. Adaptei essa forma de jogar, principalmente, na segunda volta do último campeonato, porque entendi que havia ali algumas características de jogadores que, dentro desse sistema a três, poderiam render mais", refere Jorge Jesus.

Para o jogo da Taça de Portugal com o Trofense, é certo que os internacionais Otamendi, Lucas Veríssimo e Darwin Nuñez ficam de fora, mas, na equipa, há outros jogadores à espreita de uma oportunidade, como é o caso de Tomás Araújo.

O Trofense-Benfica está marcado para este sábado, às 20:00.

Veja também: