Desporto

Christian Eriksen: “Estive morto durante cinco minutos”

05.01.2022 17:57

A primeira entrevista do futebolista dinamarquês desde que foi vítima de uma paragem cardiorrespiratória no Europeu. Eriksen garante que o coração “não é um obstáculo” e quer estar no Mundial 2022.

O futebolista dinamarquês Christian Eriksen concedeu a primeira entrevista desde que foi vítima de uma paragem cardiorrespiratória no jogo entre Dinamarca e Finlândia, no UEFA Euro 2020.

(AP)

“Foi impressionante como tantas pessoas sentiram a necessidade de me escrever e enviar flores. Deixou-me muito feliz. No hospital, diziam-me que tinha recebido mais e mais flores. Foi estranho porque não estava à espera que me enviassem flores. Porque eu morri durante cinco minutos”, disse Eriksen em entrevista à emissora dinamarquesa DRTV.

Eriksen regressou aos treinos no início de dezembro, no centro de treinos do Odense, clube da primeira divisão dinamarquesa, mas ainda não competiu desde o minuto 41 do Dinamarca-Finlândia.

Depois da desvinculação contratual com o Inter de Milão (em Itália não é permitido que os jogadores utilizem um desfibrilhador cardíaco interno) e apesar de ainda não ter clube, o médio dinamarquês não pondera terminar a carreira e aponta mesmo ao Mundial 2022, que decorre em novembro e dezembro no Qatar.

“Quero representar a minha seleção no Campeonato do Mundo. O meu sonho é regressar à seleção, voltar a jogar no estádio Parken e provar que o que aconteceu [no Europeu] foi um episódio isolado que não voltará a acontecer”, afirma Eriksen.

(AP)

O internacional dinamarquês diz querer “provar” que pode regressar à alta competição e reitera que o coração “não é um obstáculo”.

Segundo a imprensa britânica, o próximo desafio da carreira de Eriksen poderá passar por Inglaterra. O Daily Mail garante que há vários clubes da Premier League interessados no passe do médio dinamarquês.

Últimas Notícias