Desporto

Detido suspeito da morte de adepto do FC Porto: as explicações da advogada de defesa

10.05.2022 11:29

Suspeito tem 19 anos e é empregado de limpeza.

O suspeito das agressões que provocaram a morte a um jovem de 26 anos, esfaqueado durante os festejos do título de campeão nacional do FC Porto junto ao estádio do Dragão, entregou-se às autoridades na segunda-feira à noite.

A advogada de defesa, Poliana Ribeiro, sublinha que a decisão foi tomada para “preservar a imagem” do cliente.

“Ele sempre quis colaborar com a Justiça, achámos que foi o momento oportuno”, sublinha.

O jovem vai ser presente a primeiro interrogatório para aplicação das medidas de coação.

Os factos ocorreram na madrugada de domingo na cidade do Porto, “em retaliação por uma sucessão de agressões que, desde janeiro deste ano, vinham ocorrendo entre o arguido, familiares deste e a vítima”, segundo a PJ.

“Na ocasião, um grupo de indivíduos, de entre os quais o arguido, perseguiu a vítima, alcançando e agredindo a mesma com murros e pontapés”, é referido na nota.

A PJ conta que após intervenção de alguns populares, que também foram agredidos, a vítima afastou-se do local, mas viria a ser abordada pelo arguido que “munido de uma arma branca de dimensões significativas, a atingiu repetidamente e com extrema violência, provocando-lhe a morte”.

O homem de 26 anos que morreu esfaqueado começou por ser perseguido e agredido com murros e pontapés. A namorada da vítima também ficou ferida.

Últimas Notícias