Desporto

Djokovic desiste do US Open por não estar vacinado contra a covid-19

Djokovic desiste do US Open por não estar vacinado contra a covid-19
Jurij Kodrun/Getty Imagens

É o quarto e último Grand Slam da temporada.

O tenista Novak Djokovic abdicou de participar no US Open, quarto e último Grand Slam da temporada, visto que está impedido de entrar nos Estados Unidos, por não estar vacinado contra a covid-19, informou esta quinta-feira o jogador sérvio.

"Infelizmente, desta vez não poderei viajar para Nova Iorque para o US Open (...) Boa sorte aos meus colegas jogadores! Vou manter-me em boa forma, com um estado de espírito positivo e esperar para poder retomar a competição. Até breve, mundo do ténis", pode ler-se na conta pessoal de 'Nole', na rede social Twitter.

Djokovic, de 35 anos, que conquistou o seu 21.º título de 'Grand Slam' na última edição do torneio de Wimbledon, iria tentar igualar, em Nova Iorque, o recorde de 22 'majors' do espanhol Rafael Nadal.

Na última edição, em 2021, o sérvio esteve perto de vencer em Flushing Meadows pela pela quarta vez na carreira, mas perdeu na final para o russo Daniil Medvedev, depois de vencer o Australian Open, Roland-Garros e Wimbledon consecutivamente.

Este será o segundo 'major' que 'Djoko', atual sexto colocado do 'ranking', irá falhar na temporada, após ter sido deportado da Austrália na véspera do torneio, precisamente por não estar vacinado.