Desporto

Morreu o ex-jogador e selecionador italiano Gianluca Vialli

Gianluca Vialli
Gianluca Vialli
Luca Bruno

Tinha 58 anos.

O antigo futebolista e selecionador italiano, Gianluca Vialli, morreu aos 58 anos. Lutava contra um cancro no pâncreas, detetado pela primeira vez em 2017. Em 2020, Vialli anunciou que a doença estava em remissão, mas acabou por reaparecer no fim de 2021.

Vialli morreu num hospital de Londres, menos de um mês depois de ter deixado o cargo de chefe de delegação da seleção nacional, o que já levou a Federação Italiana de Futebol (FIGC) a aprovar a observação de um minuto de silêncio antes do início dos jogos deste fim de semana, em memória do antigo jogador e treinador.

Ao longo da carreira de futebolista, representou clubes como a Juventus, o Sampdoria e o Chelsea.

Gianluca Vialli (à direita) quando jogava no Chelsea
MAX NASH

O avançado foi um dos responsáveis pela conquista do único título da Sampdoria na Série A, em 1991, voltando a sagrar-se campeão italiano em 1995, ao serviço da Juventus, pela qual venceu também a Liga dos Campeões, em 1996. Disputou ainda 59 jogos pela seleção transalpina, tendo marcado 16 golos.

Gianluca Vialli escreveu livro sobre luta contra o cancro

O antigo internacional italiano descobriu pela primeira vez que tinha cancro em 2017. Depois de oito meses de quimioterapia e seis semanas de radioterapia, decidiu que tinha de dar a conhecer a sua história.

Em novembro de 2018, numa entrevista ao Corriere della Sera, disse que teria sido melhor não escrever sobre o assunto, “mas não é possível”.

“Foi uma parte da minha vida que tive de enfrentar com bravura e aprendi algo com isso”, revelou na altura.