Economia

Portugueses gastam mais em supermercado para cozinhar em casa e levar para emprego

Em 2012, os portugueses gastaram em média cerca de 1.835 euros em compras em hipermercados/supermercados, dos quais 80% foram para comprar produtos alimentares. São dados que constam no estudo sobre os "Hábitos Alimentares dos Portugueses" em período de crise elaborado pela consultora Kantar Worldpanel.

© Jose Manuel Ribeiro / Reuters

De acordo com a Kantar WorldPanel, este dado evidencia que os portugueses  estão a comprar produtos para cozinhar em casa. O gato anual ronda os 1835 euros mais 135 euros se comparado com 2010, refere  o estudo sobre os "Hábitos Alimentares dos Portugueses" em período de crise.

Uma sondagem realizada pela Kantar Wordpanel em novembro do ano passado  apontou que 40% dos lares portugueses cozinham em casa para levar para o  emprego, enquanto em 2009 o peso era de 27%. 

Dados do primeiro trimestre deste ano demonstram que o consumo de bebidas  e de produtos lácteos recuaram 22% e 20%, respetivamente, face a igual período  de 2012. 

Em sentido inverso, o consumo de frescos (inclui carne, peixe, frutas,  legumes, charcutaria, queijo) foi o que registou o maior aumento, com uma  subida de 32%, seguido dos básicos (ovos, cereais, pão e bebidas quentes),  com 5%, e do prazer (gelados, chocolate e bolachas), que foi o terceiro  segmento a crescer, com uma subida de 2%. 

Em quarto lugar ficou o segmento culinário (margarina, manteiga, ervas,  natas, leite condensado, fermento em pó e sobremesa em pó), que subiu 1,4%  no primeiro trimestre, com a comida preparada (congelados e carne preparada)  a registar um crescimento de 0,8% e a ocupar o penúltimo lugar. 

O consumo de 'snacks' (batatas, snacks, bolos e pastelaria) subiu 0,8%  nos primeiros três meses do ano. 

Entre 2011 e 2013, o consumo de carne e peixe aumentou sete quilos,  com o consumo 'per capita' a atingir os 39 quilos anuais. 

Este aumento do consumo revela que os portugueses estão a fazer mais  refeições em casa devido à redução dos rendimentos. 

O estudo da Kantar Worldpanel aponta que apesar dos portugueses estarem  a consumir mais em casa e comprarem mais frescos, registou-se uma quebra  do consumo de fruta e legumes. 

Nos últimos dois anos, o consumo de frutas e legumes por pessoa recuou  dois quilos, uma vez que estes são produtos mais caros e há contenção das  despesas devido à diminuição do rendimento disponível das famílias.

Lusa

  • "Jorge Jesus não vai continuar no Flamengo"
    2:38