Economia

Cortes nas pensões acima de mil euros a partir de amanhã

Cortes nas pensões acima de mil euros a partir de amanhã

As pensões acima de mil euros começam a ser cortadas nos próximos dias. A medida atinge 165 mil pensionistas da Caixa Geral de Aposentações, que vão receber menos 3,5%. No caso de pensões acima de 4611 euros, o corte é de 15%. Acima de 7127 euros, sofrem um corte de 40%.

  • DEO: o novo colete de forças

    Luís Ferreira Lopes

    O documento de estratégia orçamental (DEO) está, esta segunda-feira, a ser debatido e votado em conselho de ministros extraordinário. Em causa está um novo corte superior a 2 mil milhões de euros, para substituir medidas temporárias por permanentes e reduzir o défice público, a poucos meses da saída da troika de Portugal. Será que os cortes chegarão (além dos contribuintes e pensionistas) também aos organismos, institutos, número de câmaras, empresas municipais, empresas públicas e tanta despesa a mais na máquina devorista do Estado?

  • Governo prepara cortes permanentes
    2:42

    Economia

    O Conselho de Ministros esteve hoje reunido extraordinariamente durante quase cinco horas para discutir os novos cortes a apresentar à troika. O Governo tem de reduzir o buraco das contas públicas de 4% para 2,5% no próximo ano. Para além desta redução da despesa, é preciso substituir medidas temporárias, como o corte nos salários e nas pensões, em cortes permanentes. Na prática, são mais de dois mil milhões de euros que tem de ser cortados de forma duradoura. As medidas ainda não serão conhecidas hoje. No final da reunião, que se iniciou às 8:30 e terminou cerca das 13:15, não se realizou uma conferência de imprensa, nem foi emitido nenhum comunicado.