Economia

Sindicatos acreditam que é possível negociar com a Autoeuropa

Sindicatos acreditam que é possível negociar com a Autoeuropa

Os sindicatos garantem que há margem para negociar a alteração dos horários na Autoeuropa. Para isso, a condição é que a empresa respeite os direitos dos operários. Em resposta às críticas da comissão de trabalhadores demissionária da Autoeuropa, que acusa os sindicatos de prejudicarem o futuro da sucursal da Volkswagen, José Carlos Silva, do SITE Sul, reitera que o objetivo do sindicato é ir ao encontro daquilo que os trabalhadores pretendem.

  • Autoeuropa vai perder quase cinco milhões com greve
    2:30

    Economia

    A greve de 24 horas na Autoeuropa começa esta terça-feira pelas 23h30. A empresa vai deixar de produzir 400 veículos e vai perder quase cinco milhões de euros com a paralisação. Os sindicatos ainda tentaram negociar com a administração durante o dia, mas não obtiveram resposta.

  • Greve histórica na Autoeuropa
    2:30

    Economia

    A greve de 24 horas na Autoeuropa teve início na terça-feira à noite. A empresa vai deixar de produzir 400 veículos e perder quase cinco milhões de euros com a paralisação. Os sindicatos ainda tentaram negociar com a administração durante o dia mas não obtiveram resposta.

  • Greve histórica paralisa Autoeuropa
    9:27

    Economia

    Pela primeira vez em mais de duas décadas, a fábrica da Volkswagen de Palmela está parada. O braço de ferro com a administração da empresa que insiste no trabalho obrigatório aos sábado levou os trabalhadores para a rua. A paralisação de 24 horas começou às primeiras horas desta quarta feira e vai custar à Autoeuropa quase 5 milhões de euros pela paralisação na produção de 400 veículos.

  • "Todas as áreas estão paradas"
    0:28

    Economia

    Começou às primeiras horas do dia a greve de 24 horas na Autoeuropa. A empresa vai deixar de produzir 400 veículos e vai perder quase 5 milhões de euros. O Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Transformadoras do Sul (SITE Sul) confirma que a produção está paralisada.