Economia

Ajudas à banca já custaram 14,6 mil milhões de euros aos contribuintes

Rafael Marchante

As ajudas à banca já custaram aos contribuintes portugueses mais de 14,6 mil milhões de euros, entre 2008 e 2016. De acordo com o Diário de Noticias, descontando os ganhos que o Estado obteve, as ajudas à banca custaram o equivalente a 8% do PIB, quase seis vezes o valor do défice estimado para este ano.

Depois do BPN , BPP, BES e Banif, foi a vez da Caixa Geral de Depósitos receber uma enorme injeção de capital.

O BPN já custou 3,7 mil milhões de euros aos contribuintes nos nove anos analisados. No ano passado, o custo para os contribuintes foi de 455 milhões de euros.

O Estado decidiu ainda fazer um empréstimo direto ao fundo de lesados do BES no valor de 145 milhões de euros, financiamento que serve para avnaçar com o primeiro de três pagamentos previstos aos investidores que perderam dinheiro no papel comercial de entidades do GES.