Economia

Pais e irmão de Miguel Frasquilho receberam dinheiro do saco azul do GES

A família de Miguel Frasquilho, ex-vice presidente da bancada da parlamentar do PSD, recebeu dinheiro da Espírito Santo Enterprises durante o tempo em que era deputado e também quadro do BES.

O Expresso escreve que entre 2009 e 2011 Frasquilho, os pais e o irmão receberam um total de 53 mil euros a partir de uma conta no Banque Privé Espitito Santo na Suíça.

Transferências feitas pela companhia offshore sediada nas ilhas virgens britânicas, empresa que de acordo com o Ministério Público funcionou como um gigantesco saco azul do GES para pagamentos não registados do império de Ricardo Salgado.

Na altura, Miguel Frasquilho era diretor executivo de uma corretora detida pelo Banco Espírito Santo Investimento, ao mesmo tempo que era deputado. O social-democrata esteve à frente da AICEP e é agora chairman da TAP, cargo para o qual foi nomeado em Maio.

Em resposta ao Expresso, Miguel Frasquilho garante apenas ter declarado todas as remunerações que recebeu.

  • Doente deitada no chão do hospital?
    2:20