Economia

Tomás Correia vai recorrer da contraordenação do Banco de Portugal

Tomás Correia vai recorrer da contraordenação do Banco de Portugal

Ex-presidente do Montepio diz que a contraordenação não o inibe de liderar a Associação Mutualista. 

Tomás Correia vai recorrer da contraordenação do Banco de Portugal, que o condenou a pagar um milhão e 250 mil euros por várias irregularidades na gestão do Montepio entre 2008 e 2015.

Ao todo, o ex-presidente, sete ex-administradores e o próprio Montepio terão de pagar quase cinco milhões de euros. Em outubro do ano passado, a SIC denunciou uma dessas irregularidades.