Economia

Vítor Constâncio diz que não se recorda de validar empréstimo a Berardo

© Srdjan Zivulovic / Reuters

Em causa está um empréstimo de 350 milhões de euros, atribuído em 2007 ao empresário português.

Vítor Constâncio voltou a dizer que não se recorda de ter dado luz verde ao empréstimo a Joe Berardo.

Através do Twitter, o antigo governador do Banco de Portugal esclarece que nunca foi questionado pelos deputados sobre a concessão do crédito. Em causa está um empréstimo de 350 milhões de euros, atribuído em 2007 ao empresário português, para comprar ações do BCP.

A reação surge depois da investigação do Público, que foi confirmada pelos documentos a que a SIC teve acesso, que provam que o Banco de Portugal sabia desta operação e deu luz verde para que pudesse avançar.

Perante o caso, PSD, BE, PCP e CDS exigiram que o Vítor Constâncio volte a ser ouvido no Parlamento. A deputada Cecília Meireles admite mesmo enviar o caso para o Ministério Público, se ficar provado que o antigo governador mentiu na comissão de inquérito à Caixa Geral de Depósitos.

Constâncio deixou passar "dos maiores problemas da banca que nós estamos a pagar"

Vítor Constâncio não é apenas ex-governador do Banco de Portugal mas também vice-governador do BCE, salienta José Gomes Ferreira.

  • De potência nacional a problema ambiental
    13:27