Economia

Sócios da KPMG que auditaram BES afastam-se da atividade

Segundo o regulador do mercado, "o referido pedido de cancelamento foi deferido pela CMVM

Três sócios da auditora KPMG que fiscalizaram o antigo Banco Espírito Santo (BES) apresentaram pedidos para cancelar os seus registos junto da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), deixando de exercer atividade.


De acordo com um comunicado da CMVM, "Inês Viegas, Sílvia Gomes e Fernando Antunes, sócios da KPMG & Associados, Sociedade de Revisores Oficiais de Contas, S.A. ("KPMG"), solicitaram o cancelamento dos respetivos registos para o exercício de funções de auditoria junto da CMVM".


Segundo o regulador do mercado, "o referido pedido de cancelamento foi deferido pela CMVM e produz efeitos a partir da presente data", o que significa que, "nos termos legais, os referidos sócios deixam de poder desempenhar as funções de auditoria, porque deixam de estar registados na CMVM".

Lusa