Economia

Fundador da Amazon já não é o homem mais rico do mundo

Andrew Kelly

Jeff Bezos tem uma fortuna acumulada de 93,690 mil milhões de euros.

O fundador da Amazon, Jeff Bezos, perdeu o estatuto de homem mais rico do mundo e caiu para o segundo lugar, depois do preço das ações da sua empresa de comércio eletrónico ter caído 7%, de acordo com a Forbes.

Com uma fortuna acumulada de 103,9 mil milhões de dólares (93,690 mil milhões de euros), Bezos entregou o título de homem mais rico do mundo ao cofundador da Microsoft Bill Gates, cujo património líquido é de 105,7 mil milhões de dólares (95,310 mil milhões de euros).

O CEO da Amazon, que também é dono do Washington Post, de 55 anos, tornou-se no homem mais rico do mundo em 2018, ocupando o lugar que Gates tinha há 24 anos.

A queda de Bezos não se deve inteiramente às ações da Amazon, visto que o empresário ainda seria o número um se não se tivesse divorciado de MacKenzie Bezos.

Em janeiro, o casal anunciou a separação e MacKenzie, de 49 anos, recebeu o valor líquido de 32,7 mil milhões de dólares (29,490 mil milhões de euros), tornando-se numa das vinte pessoas mais ricas do mundo.