Economia

Huawei aprovada como possível fornecedor de 5G no Reino Unido

Rafael Marchante

Os EUA têm tentado convencer os aliados a excluir a Huawei da rede 5G.

Boris Johnson aprovou a Huawei como possível fornecedor da rede 5G do Reino Unido.

Londres mantém o estatuto da tecnológica chinesa como fornecedor de alto risco e a empresa vai continuar a poder trabalhar nas redes britânicas.

A Huawei fica proibida de fornecer partes sensíveis da rede 5G e fica "limitada" a um "papel menor".

Só pode vender até 35% do material. E fica excluída de zonas próximas de bases militares ou instalações nucleares.

Apesar das restrições, os responsáveis chineses saudaram a decisão.

Os Estados Unidos têm tentado convencer os aliados a excluir a Huawei da rede 5G.

Alguns deputados britânicos queriam que Londres afastasse a empresa chinesa para evitar uma crise diplomática com Washington, a três dias do "Brexit", mas o Governo de Boris Johnson optou por manter a Huawei entre a lista de fornecedores da rede 5G.