Economia

Provedora de Justiça quer devolução mais rápida do IRS 

Maria Lúcia Amaral acusa Autoridade Tributária de estar a reter indevidamente o dinheiro dos contribuintes.

Num comunicado divulgado no site oficial, a provedora de Justiça interpelou diretamente o secretário de Estado dos Assuntos Fiscais acerca dos reembolsos de IRS referentes a 2019.

Maria Lúcia Amaral admitiu ter recebido queixas de várias famílias por causa da demora no processamento dos pagamentos.

No entanto, António Costa negou a existência de qualquer problema e afirmou que as devoluções estão a decorrer normalmente.