Economia

KLM retoma ligação Porto-Amesterdão em julho e reforça operação em Lisboa

Armando Franca

Em comparação com junho, o número de voos vai aumentar mais de 60%, a nível global, passando a companhia a operar entre 25% e 30% do número habitual de voos.

A companhia aérea KLM vai retomar a ligação Porto-Amesterdão (Schiphol) em julho e reforçar a operação em Lisboa, passando de um para dois voos diários, foi hoje anunciado.

"A KLM Royal Dutch Airlines vai alargar ainda mais a sua rede de rotas em julho, retomando, entre outras, a ligação entre o Porto e Amesterdão-Schiphol e reforçando a operação em Lisboa, que passa de um para dois voos diários", indicou, em comunicado, a companhia aérea.

De acordo com a KLM, em comparação com junho, o número de voos vai aumentar mais de 60%, a nível global, passando a companhia a operar entre 25% e 30% do número habitual de voos.

Por outro lado, a Air France, que pertence ao grupo Air France-KLM, retoma os voos diários entre Lisboa e Paris (Charles de Gaulle) a partir deste sábado. Atualmente existem três voos semanais com esta rota, mas, no final do mês, esta passa a ser operada duas vezes por dia.Já os voos entre o Porto e Paris (Charles de Gaulle) retomam, também este sábado, três vezes por semana, um serviço que volta a ser diário a partir de 18 de junho.

A rede europeia da KLM vai ter ainda novos destinos como Alicante (Espanha), Bilbau (Espanha), Bolonha (Itália), Ibiza (Espanha), Istambul (Turquia), Nice (França), Catânia (Itália) ou Split (Croácia).

Em julho, esta rede vai abranger 73 destinos, acima dos 30 registados em maio e dos 45 esperados em junho.

"Os nossos clientes querem viajar novamente. Estamos, por isso, a expandir lenta e cuidadosamente a rede. Com todas as medidas de higiene adotadas a bordo e em terra, estamos a fazê-lo da maneira mais segura possível", afirmou, citado no mesmo documento, o presidente executivo da KLM, Pieter Elbers.

Este mês, a KLM ampliou também a sua rede intercontinental incluindo Aruba (Países Baixos), Bonaire (Países Baixos), São Martinho (Países Baixos), Paramaribo (Suriname) e Quito (Equador).

Já em julho pretende acrescentar mais seis destinos, nomeadamente, Jacarta (Indonésia), Denpasar (Indonésia), Washington (Estados Unidos), São Francisco (Estados Unidos), Vancouver (Canadá) e Calgary (Canadá). No total, vão ser oferecidos 51 destinos, sendo que quase metade vai funcionar apenas para carga.

  • 2:34