Economia

TAP não está a renovar contratos a prazo

Até ao fim de junho terão saído 600 trabalhadores.

Desde que começou a pandemia, a TAP não está a renovar contratos. No final deste mês a companhia aérea já terá menos 600 trabalhadores do que tinha no final de 2019. O número poderá ser superior devido ao plano de reestruturação exigido por Bruxelas.

No final do ano passado, a empresa contava com 10.600 trabalhadores. Em formação foram investidos 2.500 euros por cada tripulante de cabine e 30.000 por cada piloto. O Presidente do Conselho de Administração da TAP espera que esses trabalhadores possam voltar a ser chamados.