Economia

"Tenho o meu companheiro e o fundo de desemprego." Número de empregados volta a cair em maio

INE estima que desde o início da pandemia se perderam 200 mil postos de trabalho.

Pelas contas do INE, a pandemia já fez desaparecer quase 200 mil postos de trabalho em Portugal e só no mês de maio 104 mil pessoas perderam o emprego.

Os dados provisórios apontam que em maio houvesse quatro milhões e 600 mil pessoas a trabalhar, menos 2,2% face a abril.

No entanto, o número de inativos continua a esconder o desemprego, os dados chegam até a ser contraditórios. O problema são as pessoas sem emprego excluídas das estatísticas, como é o caso de quem não trabalha e não recebe o subsídio de desemprego.


Taxa de desemprego cai para 5,5% em maio, menos 1,1 pontos em termos homólogos

A taxa de desemprego desceu para 5,5% em maio, menos 0,8 pontos que em abril e menos 1,1 pontos que no mesmo mês de 2019, segundo dados provisórios hoje anunciados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

Num comunicado, o INE refere também que segundo resultados provisórios, a população empregada em maio baixou 2,2% face a abril e 4% face ao mesmo mês de 2019.