Economia

Trabalhadores da TAP acusam administração de não justificar despedimento de quase 3 mil funcionários

Queixam-se também da falta de conhecimento sobre o plano de reestruturação da companhia.

Mais de 300 trabalhadores da TAP manifestaram-se esta quarta-feira, em Lisboa, para exigir mais informação sobre o plano de reestruturação da companhia. Pedem "transparência", é essa a principal exigência.

Os trabalhadores acusam a administração de não justificar, por exemplo, o despedimento de quase três mil trabalhadores. Está prevista a redução da frota de 108 para 88 aviões e os trabalhadores explicam, por isso, que é exagerado despedir tantos funcionários.

Outra dúvida prende-se com o corte de 25% nos salários, que não se sabe se será no vencimento base ou noutra componente.

O plano de reestruturação da TAP tem de ser entregue à Comissão Europeia até 10 de dezembro.


  • 29:00