Economia

Aprovado aumento do salário mínimo nacional

Thomas Hodel/ Reuters

Vai subir 30 euros.

O Governo aprovou esta terça-feira, em Conselho de Ministros, o aumento do salário mínimo nacional para 665 euros, mais 30 euros face ao que está em vigor.

O anúncio foi feito há instantes na habitual conferência de imprensa posterior à reunião do Governo.

"A decisão do aumento do SMN para 2021 no valor de 30 euros significa que o novo valor atingirá 665 euros durante o próximo ano, dando sequência ao que tem sido o percurso de aumento sustentado do salário mínimo e é um passo na concretização do que está no programa do Governo com vista a atingir 750 euros no final da legislatura, em 2023", disse Gabriel Bastos, secretário de Estado da Segurança Social.

A medida vai beneficiar mais de 740 mil pessoas, o que corresponde a 21% dos trabalhadores.

Este aumento vai ter um peso maior nas contas das empresas: por cada empregado que ganhe o salário mínimo, as empresas vão ter um custo mensal acrescido de 37 euros - o valor de aumento mais a taxa social única (TSU).

O Governo promete ainda assegurar um aumento para os trabalhadores que prestam serviço ao Estado e que ganham o salário mínimo.

Numa reação na rede social Twitter, o primeiro-ministro António Costa refere que este aumento situa-se "(...) um pouco abaixo do ano passado, mas mantendo o rumo (...) para atingir os 750€ em 2023":