Economia

Covid-19. Contribuintes com dificuldades no acesso ao novo apoio social

Mais de 23 mil pessoas pediram para aceder à prestação.

Há pessoas com dificuldades em aceder ao apoio social criado para compensar a perda de emprego ou rendimentos. Queixam-se da falta de respostas da Segurança Social e dizem que não sabem quando nem quanto vão receber.

O novo apoio destina-se a quem perdeu o subsídio de desemprego e a todos os que tenham perdido rendimentos por causa da pandemia. Pode durar entre seis meses e um ano e o teto máximo da prestação mensal é de 500 euros.

O problema, dizem os contribuintes, está no acesso e nas informações disponíveis.

Há duas semanas, o Governo fez um balanço sobre o apoio extraordinário ao rendimento dos trabalhadores. Em apenas dois dias, 23 mil pessoas pediram para aceder à prestação.

O Ministério do Trabalho foi questionado sobre possíveis atrasos ou problemas no acesso, mas até agora não deu qualquer resposta.

  • O planeta em que todos vivemos

    Futuro Hoje

    O Planeta Lourenço terá que ser ainda mais simples e eficaz na mensagem. É um risco. Frequentemente, quando me mostram aparelhos ou programas as coisas falham, é o que chamo de síndrome da demonstração. Mas isto acontece na vida real, é assim que vamos fazer.

    Opinião

    Lourenço Medeiros