Economia

TAP está a usar algoritmo para identificar trabalhadores que são chamados a rescindir

Este modelo matemático olha a quatro critérios e está a ser criticado pelos sindicatos, que dizem ser desumano e estar a conduzir a vários erros.

A selecção inicial, entre quem sai e quem fica na TAP, é feita por um algoritmo. Um modelo matemático que olha a quatro critérios: o custo do trabalhador para a empresa, a experiência, as qualificações e o absentismo.

Uma situação criticada pelos sindicatos que dizem que este método é desumano e está a conduzir a vários erros.

Em entrevista à SIC, antes de começar a ser usado este sistema matemático, o ministro das infraestruturas defendeu o método, por assentar em critérios objetivos.