Economia

Luís Filipe Vieira nega ser um dos maiores devedores do Novo Banco

Presidente do Benfica não respondeu a várias perguntas dos deputados.

Luís Filipe Vieira diz que nunca teve perdões de dívida e nega ser um dos maiores devedores do Novo Banco. Ouvido esta segunda-feira no parlamento, enquanto administrador da Promovalor, o também presidente do Benfica garante que não está em incumprimento, mas admitiu que a dívida chegou quase aos 400 milhões de euros.

"Muitos viram perdoadas dívidas muito superiores àquelas que foram contraídas pela Promovalor. Não aconteceu isso comigo, não tive nenhum perdão de capital nem nenhum perdão de juros. Nem eu, nem o grupo Promovalor. Eu tenho a noção exata que estou aqui por ser presidente do Benfica, se não não estava", disse.

O que Vieira não explica, nem agora nem daqui uns dias, é o património detém. Diz que não tem de o fazer porque não está em incumprimento, mas assegura, pelo menos, que é mais do que um palheiro.