Economia

EDP avança com parque solar flutuante no Alqueva

EDP - ENERGIAS DE PORTUGAL SA MEDIA

Um investimento que deverá começar a produzir energia já no final deste ano.

A EDP vai avançar com o projeto de um parque solar flutuante na barragem do Alqueva, um investimento de quatro milhões de euros, que deverá começar a produzir energia já no final deste ano, anunciou hoje a elétrica.

Em comunicado, a EDP informa que o projeto para um parque com 12 mil painéis solares na albufeira da barragem do Alqueva "recebeu luz verde para iniciar a construção", referindo que o "objetivo é que possa produzir energia já no final deste ano e abastecer o equivalente a 25% das famílias da região".

Depois de ter obtido o licenciamento final para iniciar a sua instalação, "a previsão é que os trabalhos no terreno arranquem no verão e que, no final deste ano, já possa estar a produzir energia", acrescenta a empresa.

EDP

Segundo a elétrica, com uma capacidade de produção anual de 7GWh, a expetativa é que este parque solar flutuante venha a abastecer o equivalente a 25% dos consumidores da região (Portel e Moura).

O futuro parque solar, que conta também com um sistema de armazenamento com baterias, será integrado com a central hídrica do Alqueva, uma central hídrica com bombagem e um dos maiores sistemas de armazenamento de energia do país, adianta.

"Este projeto está a ser desenhado num modelo de funcionamento híbrido, já que o sistema de bombagem permite utilizar a energia eólica e solar, em períodos de menor consumo, para bombear a água da albufeira e, dessa forma, reutilizá-la para produzir nova energia hidroelétrica", explica.

  • 8:23