Economia

OMT e Google aliam-se para liderar recuperação do turismo

LUÍS FORRA/LUSA

O objetivo é impulsionar uma recuperação sustentável e inclusiva do turismo global.

A Organização Mundial do Turismo (OMT) e o Google assinaram um acordo para se focarem no aproveitamento do poder de inovação, educação e dados para impulsionar uma recuperação sustentável e inclusiva do turismo global.

Num comunicado hoje divulgado, a agência especializada das Nações Unidas e o gigante da tecnologia informam que irão conceber cursos de formação para organizações de gestão de destinos e utilizar um programa de formação desenvolvido pela Google.

Através destas sessões, os destinos poderão ser digitalizados e adaptar a formação às suas circunstâncias e desafios específicos.

Este novo programa complementa iniciativas conjuntas tais como o Programa de Aceleração do Turismo, que deverá ser ampliado a nível mundial, bem como um acordo de partilha de dados para o Travel Insights do Google.

Além disso, o Google dará apoio a uma série de iniciativas da OMT e, em conjunto, colaborarão em projetos de investigação relacionados com o turismo.

  • Vamos falar de jejum: era capaz de ficar 16 horas por dia sem comer?

    País

    O jejum intermitente é um regime alimentar que impõe um período de restrição alimentar. Existem vários modelos, mas o mais conhecido é dividido em 16 horas de jejum e oito horas em que pode comer livremente. Os especialistas reconhecem benefícios nesta prática, mas afirmam que a investigação científica ainda é escassa.

    Exclusivo Online

    Filipa Traqueia