Economia

Novo aeroporto no Montijo não avança por causa da TAP, acusa CEO da Ryanair

MIGUEL A. LOPES

A Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC) indeferiu, entretanto, o pedido para a construção do novo aeroporto no Montijo, por falta de parecer positivo de todos os municípios envolvidos.

O presidente da Ryanair, Michael O'Leary, disse hoje que a única explicação para que o projeto do novo aeroporto no Montijo não avance é porque está a ser adiado para proteger a TAP.

"Não há outra explicação para que o Montijo não avance", afirmou Michael O'Leary, em conferência de imprensa, em Lisboa, depois de questionado se relacionava a ajuda à TAP com o facto de o novo aeroporto no Montijo não avançar.

"[O projeto] está a ser adiado, para que a TAP possa ser protegida", acrescentou.

O responsável sublinhou ainda que a TAP mantém as 'slots' (direito de aterrar ou descolar em aeroportos) no Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, apesar de ter reduzido a sua frota.

"A capacidade na Portela está a ser constrangida há vários anos, para que a TAP seja protegida. E o ponto que sublinhamos aqui hoje é que a TAP reduziu a sua frota", apontou, acrescentando que "isso deveria libertar 'slots' no aeroporto" de Lisboa, o que não aconteceu.

"Quem beneficia do constrangimento de 'slots' na Portela? Só a TAP", defendeu.

Michael O'Leary disse que a Ryanair pretende investir 500 milhões de dólares (cerca de 419 milhões de euros) no aeroporto do Montijo, e reiterou que o projeto deve avançar o quanto antes.

"Pedimos ao ministro Santos [ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos] que pare de desperdiçar dinheiro, a despejá-lo pela sanita da TAP. [Que o use] no desenvolvimento e na abertura do Montijo, mais cedo, do que tarde, para que a Ryanair possa investir", instou o responsável.

Em 08 de janeiro de 2019, a ANA -- Aeroportos de Portugal e o Estado assinaram o acordo para a expansão da capacidade aeroportuária de Lisboa, com um investimento de 1,15 mil milhões de euros até 2028 para aumentar o atual aeroporto de Lisboa e transformar a base aérea do Montijo num novo aeroporto.

A Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC) indeferiu, entretanto, o pedido para a construção do novo aeroporto no Montijo, por falta de parecer positivo de todos os municípios envolvidos, tendo o Governo decidido avançar para uma avaliação ambiental estratégica, que voltou a pôr em cima da mesa a hipótese Alcochete.

A Ryanair anunciou hoje a programação de verão para Portugal, com mais de 600 voos semanais através de 122 rotas, incluindo as novas rotas entre Lisboa e Colónia, na Alemanha, com dois voos semanais, Faro e Belfast, na Irlanda do Norte, com voos diários, e Faro e Teeside, Inglaterra, com dois voos diários.