Economia

Restauração teme custos da proibição de plásticos de uso único 

Mudanças entraram esta quinta-feira em vigor.  

A partir desta quinta-feira, passa a ser proibido usar objetos como palhinhas, pratos ou talheres de plástico descartáveis nos restaurantes.

A restauração reconhece que esta regra é importante, mas diz que devia ter entrado em vigor mais tarde, devido aos custos e às dificuldades que o setor enfrenta.

No arranque deste mês, deveria entrar ainda em vigor o diploma que transpõe a diretiva europeia de plásticos de uso único, mas Portugal vai falhar os prazos de Bruxelas.

Ou seja, os produtos não vão desaparecer do mercado, mas sim começar a ser produzidos com outros materiais mais sustentáveis.

As fiscalizações, para garantir que as medidas estão a ser cumpridas, vão ser realizadas pela ASAE.