Economia

Portuguesa GoContact comprada pela norte-americana Broadvoice por 21 milhões de euros

Hugo Séneca

Hugo Séneca

Jornalista

A marca portuguesa vai manter-se nas regiões do mundo em que já se encontra presente. Centro de engenharia e inovação fica em Aveiro

A tecnológica portuguesa Wavecom vendeu a empresa GoContact à americana Broadvoice por um valor cifrado em 21 milhões de euros.

A GoContact tem explorado o segmento do software desenhado para uso em centros de atendimento telefónico e assistência ao cliente — e o facto de processar um milhão de chamadas por dia e contar com dez servidores na Europa, América Latina e África terá sido determinante para despertar o interesse da marca nos EUA (Estados Unidos da América).

As duas equipas vão entrar em processo de fusão — mas as respetivas marcas vão manter-se, pelo menos, nos próximos tempos (Broadvoice nos EUA e Canadá, e GoContact nos restantes mercados). A nova empresa deverá chegar a um total de 300 profissionais quando a fusão ficar concluída. Por essa altura, o braço de inovação e engenharia de ambas as marcas deverá ficar sediado em Aveiro.

A nova empresa continuará a apostar na comercialização de ferramentas de atendimento e recolha de dados de clientes numa lógica de serviço que os diferentes clientes podem escolher, consoante as necessidades.

Rui Marques e João Camarate, os fundadores da GoContact, vão assumir cargos na administração, depois de concluída a transação. Nenhuma das marcas revela se os dois administradores vão assumir parte do capital da nova empresa.

O negócio prevê complementar a presença que a GoContact assume em três continentes com a abertura de portas do mercado da América do Norte, que é explorado pela Broadvoice.

As duas empresas recordam que usam plataformas semelhantes que deverão facilitar a unificação de ferramentas disponibilizadas aos centros de atendimento.