Economia

Insolvência da Dielmar. Alcains depende muito dos rendimentos da fábrica

O ministro da Economia diz-se disponível para encontrar soluções.

Com a Dielmar em processo de insolvência, há mais de 300 trabalhadores com o futuro incerto e uma vila inteira preocupada pois depende, em muito, dos rendimentos que saiam da fábrica de confeções.

A fábrica que, durante 56 anos, foi o principal empregador de Alcains está com a corda ao pescoço e o processo de insolvência entrou no tribunal deixando em perigo mais de 300 empregos.

Os trabalhadores estão de férias até dia 18, mas o descanso terminou para dar lugar ao protesto. Para segunda-feira à tarde está marcado novo plenário em frente à Câmara de Castelo Branco.

Veja também: