Economia

Dona da Zara passa de prejuízo a lucro com avanço das vendas online

A Inditex prevê que o canal digital de vendas represente 25% da faturação no final deste ano

Os lucros da Inditex, dona de cadeias de vestuário como a Zara, Pull&Bear e Massimo Dutti, subiram, no semestre entre fevereiro e julho de 2021, para os 1,27 mil milhões de euros, face a um prejuízo de 198 milhões de euros no período homólogo do ano passado, anunciou a têxtil espanhola esta quarta-feira.

O primeiro semestre da Inditex (que vai de fevereiro a julho) foi um período marcado pela redução do número de lojas físicas a nível global e pelo aumento das vendas online.

As vendas subiram 49% face ao período homólogo, para os 11,94 mil milhões de euros (dos quais 8,48 mil milhões nas lojas Zara), ao passo que a margem bruta subiu 53% para os 6,9 mil milhões de euros.

A Inditex aponta a melhoria das vendas em loja e das vendas online, que subiram, a câmbio constante, 36% face aos seis meses entre fevereiro e julho de 2020, e 137% face aos primeiros seis meses de 2019.

O online deverá significar, no exercício de 2021, 25% das vendas, espera a gigante têxtil espanhola.

O EBITDA, ou resultado antes de juros, impostos, depreciações e amortizações, mais do que duplicou face ao período homólogo, subindo para os 3,1 mil milhões de euros no semestre.

  • 6:47